Buscar
  • Paty Simplicio

Mas afinal, o que é um terrário?



Terrário é uma composição artística viva!


É a representação perfeita de um ecossistema autossustentável.


Nele, vemos a vida acontecendo diante dos nossos olhos.


A correria do dia-a-dia por muitas vezes não nos permite observar os pequenos detalhes perfeitos da natureza.


Quantas vezes você deu uma pausa em uma tarefa para apreciar o perfume de uma flor ou sentir o cheiro das suas plantas ?


Apesar do boom deste nosso amigo nos últimos anos, ele não é uma novidade do século 21.


Oriundo do século 19, pelas mãos do médico Dr. Nathaniel Ward, apaixonado por botânica, que criava um observatório de insetos onde acidentalmente germinou um esporo de samambaia. Dali em diante surgiram as caixas wardianas, precursoras do terrário (podemos falar mais sobre isso outro dia).


Os terrários tem caído na graça dos amantes de plantas que, com espaço em casa ou não, veem uma oportunidade de ter um pedacinho da natureza dentro de casa através dos minimundos.


Sua baixa manutenção, facilidade nos cuidados e simples instalação, fazem dele uma ótima opção de decoração para os mais variados ambientes: casa, escritório, consultório, restaurantes, enfim. Até onde sua imaginação lhe permitir ir.


Aliando as plantas certas, um vidro de qualidade, e correta manutenção você terá um objeto de decoração viva por largos anos!


Aliás, falar em plantas certas é de extrema importância. Sente-se, pois o que vou falar agora pode te soar como uma bomba, a depender do que você viu e ouviu até hoje como sendo terrário.


Precisamos lembrar que um terrário é a representação de um ecossistema dentro de um vidro fechado. Lá dentro, as plantas produzem tudo que precisam, desde a fotossíntese que é a produção do próprio alimento, até as trocas gasosas. Também é característico de um terrário, o curso do ciclo da água, uma vez que lá dentro a água evapora, encontra a parede do vidro, condensa e precipita retornando ao solo, mantendo o ambiente com umidade constante.


Logo, não é correto chamar de terrários aqueles arranjos feitos com suculentas em vidros abertos, nem mesmo “terrários abertos”.


Para terrários, portanto, usamos plantas que apreciam umidade e meia sombra, o que a maioria das suculentas não toleram.


Calma, vamos lá. Aqui vão alguns cuidados básicos com seu mini mundo:


Mantenha em local bem iluminado.


Forneça muita luz natural, porém nunca exposto ao sol.


Fique atento a umidade .


Observe se há suor no vidro, se a terra e areia continuam úmidas e o aspecto da planta.


Manutenção.


Remova as folhas mortas e caídas.


E por último e não menos importante, dê amor a esse mini-mundo.


Ele te devolve em dobro, criando uma composição harmoniosa e natural no seu ambiente.


Aprecie um terrário!


“Mas Paty, eu não tenho dedo-verde. Acho lindo, mas não saberei cuidar de um terrário!”


Não se preocupe, assista a maratona e veja como é mais simples do que você imagina cuidar de um terrário na sua casa!




Conheça as peças perfeitas para montar o seu terrário na Loja Floral Atlanta


136 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo